Matriz de decisao react

Matriz de Decisão - Como contratar a agência ideal

Por Oséias Arnaldo

Assim como as pessoas, as empresas não vivem sozinhas. Todo negócio precisa de bons fornecedores para poder prosperar. Ao escolher uma agência ou consultoria de marketing as empresas acabam se perdendo em seus critérios de escolha e por ter pouco entendimento na área é comum escolher pelo menor preço. O que nós pretendemos aqui é explicar os critérios que devem ser considerados para escolher a agência que traga o melhor custo benefício, tendo em vista o retorno sobre investimento. 

Mas por que uma agência iria sugerir um método para ser comparada com outras? Antes de vender, é nossa responsabilidade ajudar o cliente a tomar a melhor decisão. Saiba que este texto não é um merchan, e sim um caminho para ajudar empresas que necessitam de serviços de marketing a entender o que está comprando. 

Abaixo listamos os principais critérios na hora de contratar uma agência, e no fim do texto disponibilizamos uma planilha de matriz de decisão para download, que ajudará você a avaliar as propostas.

 

Antes de sair cotando, tente definir os objetivos

Em um trecho do livro Alice no País das Maravilhas, Alice se encontra perdida na floresta quando em um momento encontra várias alternativas de caminhos. O Gato Risonho aparece e pergunta para ela para onde gostaria de ir. Ao responder que não sabia, o gato diz: “Se você não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve!”.

Se você quer simplesmente fazer folhetos semanais para divulgar ofertas é preciso uma agência que tenha um trabalho mais rápido e que esteja acostumada a entregar volume. Mas se você precisa vender um serviço complexo e com um fluxo de vendas mais longo, o ideal é escolher uma agência que crie conteúdo personalizado para aquele produto específico, levando em consideração a jornada de compra dos seus clientes. 

Anunciar por anunciar ou porque o concorrente já está anunciando não são as melhores razões para se investir em marketing. Por isso, antes de decidir com quais agências você irá cotar, defina os objetivos de marketing da empresa (que deveriam fazer parte de um planejamento estratégico).

 

Credibilidade: confira os trabalhos passados e busque referências no mercado

Você pode evitar muita dor de cabeça olhando o portfólio das agências que pretende orçar e buscando recomendações com os clientes já atendidos. Ao buscar essas informações você vai sentir como é o nível de satisfação daqueles que já trabalharam com aquela empresa. Você contrataria uma agência que tem um bom portfólio, mas ao ligar para três clientes conclui que ela atrasa a entrega, trata mal o cliente ou fez algo totalmente alheio aos objetivos definidos? 

 

Cases similares e concorrentes no portfólio: é bom ou ruim? 

Você deve verificar se a agência já teve trabalhos similares ao que procura e definir se isto é bom ou ruim. Pode ser que você esteja procurando uma campanha totalmente diferente do que se vê no mercado e, portanto trabalhar com alguém novo no segmento pode ser uma boa ideia. Por outro lado, existem casos em que contratar uma agência que trabalha com o seu concorrente direto não é a melhor opção, afinal para quem iriam os melhores insights?

 

Preço: o trabalho contratado é despesa ou investimento? 

A sua empresa tem um orçamento reservado para investir em marketing? O trabalho será recorrente ou pontual? Existe urgência neste serviço? Estas perguntas definem os limites de preço e prazo que a sua empresa pode investir. 

Dentro deste contexto é importante diferenciar preço e valor. Preço é o montante de dinheiro que está saindo do caixa e valor se refere aos benefícios que o trabalho traz. O trabalho contratado é um investimento quando ele gera retorno, como novos clientes, aumento na recompra, redução do ciclo de venda, redução de custos com suporte, maior reconhecimento da marca, entre outros fatores. 

 

Empatia: Você trabalharia com uma agência “chata”? 

Se não houver empatia com os profissionais da agência o trabalho simplesmente não flui, independente do quanto a agência seja boa, tenha cases e entenda do seu mercado. Este critério puxa para o lado emocional, mas nem por isso deve ser desconsiderado na hora da decisão. Isto muitas vezes passa despercebido durante a cotação, mas influencia bastante no resultado final.

 

Matriz de decisão para serviços digitais

O objetivo desta planilha de Excel é sugerir um método de decisão baseado em critérios que realmente importam. Escolher a agência é uma decisão importante, que deve ser feita com muita atenção, por isso definir os critérios que mais importam para o projeto e os pesos de cada item são importantes para orientar a escolha. 

Passo a passo para usar a matriz de decisão: 

  1. Preencha o nome das agências;
  2. Defina os critérios de avaliação de cada proposta de trabalho;
  3. Defina o peso para cada um dos critérios (de irrelevante a muito relevante);
  4. Avalie cada agência de acordo com os critérios.

A agência com a maior pontuação final terá sua nota marcada de verde. Em caso de empate, as duas ficarão com a cor verde. 

[Clique aqui para baixar a planilha)

Ajudamos? Não deixe de comentar este post, ou entrar em contato com a gente. 

 

< Voltar