Quando falamos de marketing digital, a busca orgânica é uma de longe uma das fontes mais rentáveis de trafego. Por isso, SEO para IES é algo a se priorizar na captação de alunos.

Toda empresa precisa de clientes para se manter no mercado. Essa regra não é diferente para instituições particulares de ensino superior. Porém, notamos que o Lifetime value para o setor de ensino funciona de um jeito diferente:

LTV = valor da mensalidade x nº de meses do curso

Ao analisar o LTV, notamos que existem características comuns dentro do mercado de educação.

Analise o exemplo abaixo:

  • O aluno que entra em um curso com duração de 96 meses;
  • Contribuirá com um valor mensal de R$ 2.000,00, totalizando um LTV de R$ 192.000,00;
  • O aluno já tem data prevista de saída, após a finalização dos 96 meses;
  • Ao final do período, será preciso repor o aluno, para manter esta receita recorrente.

Se excluirmos a evasão, ao mesmo tempo que temos o benefício da receita recorrente e previsível, também temos  o fato do encerramento da relação entre aluno e IES. A receita recorrente gerada daquela venda tem data para acabar.

Esse raciocínio nos leva a concluir que para uma instituição ter perenidade, é obrigatório ter processos de captação eficazes, além de ter o produto compatível com o mercado.

Onde SEO se Encaixa na IES?

Onde SEO se Encaixa na IES?

SEO ou Search Engine Optimization trata-se de um conjunto de técnicas e boas práticas que fazem um site ser considerado adequado para uma determinada pesquisa pelos buscadores (como Google, Bing, Yahoo), subindo este site na ranking de resultados.

Quando se fala em SEO, logo nos remetemos ao Google, que no Brasil tem a fatia de 96,3% do mercado de buscas.

Em uma estratégia de captação de alunos, o primeiro passo do funil de vendas é a atração. Ou seja, voltar os olhos do público alvo para o produto que oferecemos (cursos) através de uma plataforma (site). Por isso trabalhar o site no ponto de vista de SEO é tão primordial para uma Instituição de Ensino.

Escolha um curso da IES que você trabalha e experimente  pesquisar no Google:

 “[nome do curso] em [nome da cidade]”

Caso não encontre sua IES em uma posição favorável, você tem um problema que pode ser resolvido com SEO.

Veja Também:  Geotargeting no Marketing Educacional - 9 Idéias para Explorar Anúncios Patrocinados

As Frentes de SEO

Existem mais de 200 fatores avaliados pelo Google para definir a posição de um site no ranking. De forma prática para gestores de marketing de IES, vamos dividir a explicação sobre SEO em três:

Estrutura do Site

Esta frente considera todos os itens sobre a arquitetura de informação, e por isso é importante que sejam levados em conta durante a criação do site, pois após o projeto no ar, são itens relativamente difíceis de se mudar.

Os principais requisitos são:

  • Código bem escrito: sem erros, limpo e carregando rápido;
  • Servidor: o site deve estar em um serviço de hospedagem rápido e sem quedas;
  • Ter HTTPS: o cadeadinho verde torna o site mais rápido e o Google valoriza;
  • Ser responsivo: o Google prefere sites adaptáveis para smartphones, priorizando não somente o conteúdo, mas também a forma em que ele se apresenta. Veja aqui a importância de ter um site responsivo.

Veja nosso processo de criação de sites.

Link Building / Links de Qualidade

Outra maneira do Google avaliar um site é a partir de outros sites que fazem referência através de hyperlinks para o site da IES, essa prática é chamada de link building.

Como exemplo, podemos citar os guias de carreira e vestibular, que atraem um tráfego massivo de estudantes que precisam tomar uma decisão. Ao obter um link de um site grande como este para uma página do site da IES, é bem provável que haverá um aumento na qualidade de SEO daquela página.

Conteúdo

Em 1996 Bill Gates disse que “o conteúdo é o rei“, e esta frase tem se provado verdade ao longo do tempo, especialmente para o setor de IES. Para o Google, se o conteúdo não for bom, o site não rankeia, mesmo que a estrutura e links sejam bons.

O conteúdo é de longe o critério mais importante quando se fala sobre SEO.

Quando se fala de conteúdo é preciso esquecer um pouco o Google e outros buscadores e pensar como o estudante que ingressa no curso.

  • O que o candidato digita no Google para procurar por graduação?
  • O que é preciso para convencê-lo de que a nossa IES é a mais adequada?
  • Quais informações preciso mostrar sobre cada curso além do que o MEC exige?
  • Será que ele já sabe qual curso quer fazer? Como ajudá-lo a decidir?

São perguntas como essas que definem as estruturas de conteúdo consistentes para gerar resultado não só em SEO mas também na experiência do aluno, que como já vimos, começa no site da IES.

Veja Também:  Como Definir o Público-alvo e a Persona de IES?

Vantagens em SEO

De acordo com o Benchmark do Google Analytics, em sites do segmento de Colégios e Universidades que recebem entre em média 30,8 mil visitas por mês, tem cerca de 15.6 mil visitas através de tráfego orgânico. Isso é mais da metade!

  • Menor dependência da busca paga: como os resultados de SEO são recorrentes, a IES capta potenciais alunos durante o ano todo, independentemente de ter vestibular aberto. A busca orgânica é totalmente separada do Google pago. Ou seja, se sua IES estiver bem ranqueada no Google, a concorrência poderá investir em milhões em mídia paga, mas você não cairá no ranking orgânico;
  • Reforça autoridade: quando se pesquisa por “curso X em cidade Y” e a IES aparece em primeiro lugar, o estudante considera que ela é uma autoridade neste curso, já que foi o primeiro resultado do Google;
  • Dificuldade de ser “superado”: como o trabalho de SEO é construído a longo prazo, quando a concorrência ver que sua IES está nos primeiros lugares da busca, vai levar tempo para ela te alcançar;
  • Força local: se você fizer um bom trabalho de SEO, é bem provável que apareça nos primeiros resultados quando alguém pesquisar por “Graduação X em [nome da cidade]”. Isso faz sentido quando a IES capta alunos para cursos presenciais.

Obstáculos para Trabalhar SEO

É preciso saber que os resultados de SEO não vão vir do dia para noite, e que no caminho serão encontrados algumas dificuldades. Dentre elas, citamos as três mais comuns:

  • SEO é uma guerra eterna: justamente por ser conquistado e não comprado, sempre existe o risco de perder posicionamento. Por isso é preciso monitorar a concorrência e revisar conteúdo, links e estrutura do site continuamente;
  • É um trabalho de longo prazo: o próprio Google adverte que não há mágica. Normalmente, leva de 4 meses a um ano para visualizar os primeiros resultados em SEO (vídeo em inglês);
  • Talvez seja necessário trocar o site atual: se o site da IES está obsoleto em termos de design, código e conteúdo, saiba que será muito mais difícil fazer um bom trabalho em SEO, pois esses são fatores que influenciam na busca.

7 Dicas de Otimização SEO para IES

A otimização para buscas é um assunto tão extenso que seria possível realizar um livro. Mas com os primeiros passos já é possível ter bons resultados. Abaixo listamos cinco itens importantes para otimizar o SEO do seu site:

Veja Também:  Redes Sociais Para IES: 5 Insights para Atrair e Engajar Alunos

7 Dicas de Otimização SEO para IES

1 – Título da Página (Tag Title)

O título da página é um dos elementos que mais influenciam na busca, pois é um dos fatores que o Google considera mais determinante para seu ranqueamento. Isto pode ser visto na pesquisa Search Engine Factors, da Moz – uma das principais criadoras de ferramentas para SEO.

2 – Descrição (Tag Description)

A descrição é exibida para o usuário na página de resultados da pesquisa. Além disso, as palavras chaves contidas da descrição são destacadas. Assim, o usuário fica mais disposto a clicar.

3 – URLs Amigáveis

O Google considera amigável aquela URL que um humano consegue ler e entender do que se trata. Portanto, é muito mais adequado que a URL de um curso seja “/curso/engenharia-civil” do que “/graduacao-03-ldm.html”.

4 – Definir de Palavra Chave

Definir os termos tem muito a ver com o posicionamento estratégico da empresa, onde se decide em qual nicho ela atuará em um determinado mercado. Por isso, é importante entender qual é quais palavras chaves trarão mais resultado para sua busca.

5 – Conteúdo Otimizado nas Páginas de Curso

O exercício aqui é se por no logar do aluno que está para decidir uma graduação. Neste contexto, página do curso na maioria das vezes é a primeira a ser acessada pelo aluno quando ele já sabe o curso que deseja fazer. Portanto, nela tem que estar comprimido todos os atrativos para aquele curso.

6 – Conteúdo em blog

Nem toda pessoa que quer fazer um curso superior tem certeza de qual área ele quer seguir no mercado. Para conquistar esse público é preciso ter conteúdo em um blog que ajude a pessoa a se decidir.

7 – Monitore os resultados

Pouco adianta realizar todos os ajustes possíveis e não mensurar o resultado dos mesmos. É necessário verificar a evolução dos acessos orgânicos e do desempenho do site de acordo com as palavras chaves. Por isso, o básico é ferramentas como Google Analytics e Search Console vinculados ao site.

Também é possível comparar dados de benchmark no Google Analytics, afim de entender como está seu desempenho em comparação com as médias setor.

Gostou do conteúdo? Dê sua opinião abaixo e nos conte sobre sua experiência em SEO. Nós da React podemos analisar seus resultados. E caso você precise de ajuda, requisite uma análise do marketing digital de sua empresa com a React. É grátis!

< Voltar

Veja também

ESTÁ PRONTO?

explore novas galáxias.

Quero Explorar